Antropologia hexadimensional

O homem cósmico se insere no real integralmente. Imagem by Helgi Halldórsson from Reykjavík, Iceland (Across the universe) [CC BY-SA 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0)], via Wikimedia Commons
O homem cósmico se insere no real integralmente. Imagem by Helgi Halldórsson from Reykjavík, Iceland (Across the universe) [CC BY-SA 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0)], via Wikimedia Commons
Eu posso simplificar dizendo que o homem cósmico contempla não só os aspectos da realidade física, pois se manifesta, também, em dimensões mais sutis. Como vimos, a proposta de uma filosofia cósmica, nos moldes propostos no post anterior, requer um alargamento conceitual.

Eu imaginei que esse novo homem não é limitado pela razão, ou pelo sentimento religioso. Não sendo exclusivamente racional ou exclusivamente religioso, é algo mais.

Digamos que o real cósmico é multidimensional e cada uma dessas dimensões é conversível entre si. Matéria e energia, constituintes da realidade física, podem ser convertidas uma na outra.

Outras dimensões além dessas também são conversíveis não só em relação a si mesmas, mas também em relação ao dimensional físico.

O homem cósmico é multidimensional

Isso quer dizer que os componentes dimensionais têm entre sim um constituinte comum e portanto, são uma manifestação condensada da substância cósmica da qual emergem.

Evidentemente, sugeri, as dimensões, isoladas ou não, podem ser convertidas em consciência cósmica e consciência cósmica pode ser convertida na realidade multidimensional, pois tudo que compõe o Cosmos tem a mesma origem e a mesma constituição essencial.

Todas as dimensões são parte intrínseca da consciência cósmica – Deus, que participa de tudo. É a realidade na qual o homem é e está inserido. É o todo cósmico que se recicla ordenadamente em si mesmo.

Ora, por estar inserido no Cosmos, a constituição do homem não é diferente da constituição multidimensional. A realidade é multidimensional e o homem é multidimensional.

Podemos considerar uma dimensão infrafísica

Eu posso simplificar a realidade multidimensional considerando seis dimensões. O homem cósmico é a constituição de seis corpos dimensionais interpenetrantes.

O dimensional físico é do mais denso, embora possamos considerar uma dimensão infrafísica, ainda mais densa que a física. Em ordem crescente de sutileza, podemos falar das dimensões etérica, astral, espiritual, mental e causal.

O corpo mais denso, o físico, não interpenetra os mais sutis, mas ocorre o contrário destes em relação àquele. O dimensional causal, interpenetra todos os demais.

Dimensões formam unidade hexadimensional

Não são dimensões separadas, mas simultâneas, formando uma unidade hexadimensional. A realidade é hexadimensional e o homem cósmico é hexadimensional.

Uma concepção cósmica como essa, claro, compreende que a personalidade consciencial do homem não se apaga com a morte do corpo físico, mas persiste.

Tal abordagem, que sugeri em dezembro de 1993 e foi publicada em artigos dominicais entre setembro de 1993 e junho de 1997, no diário O Dia, de Teresina (PI), onde trabalhei durante muitos anos, explica como as pessoas vivenciam não só experiências científicas, mas também religiosas, místicas e esotéricas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 20 =