Dinos viveram na melhor fase da Terra

Réplica em tamanho natural de um tiranossauro, Mundo Jurássico: planeta perdeu habilidade para suportar grandes animais. Foto: Tom Lima

Réplica em tamanho natural de um tiranossauro, Mundo Jurássico: planeta perdeu habilidade para suportar grandes animais. Foto: Tom Lima

A Terra há muito deixou de ser o éden que foi no passado e seguramente não voltará a ser. A fase áurea para a vida neste planeta aconteceu na era dos lagartos terríveis, os dinossauros, as criaturas mais bem sucedidas que já viveram aqui.

Bem, tive essa impressão há poucos dias, quando em visita a Teresina (PI), tive a oportunidade de conhecer a exposição Mundo Jurássico, que está em turnê pelo Nordeste.

Do que testemunhei, posso assegurar que uma coisa é a gente vir imagens de dinossauros em revistas, livros e filmes. Outra, bem diferente, é estar pessoalmente ao lado da réplica em tamanho real, desses bichos há muito tempo extintos.

Lembro que, na primeira vez que tive contato com imagens de dinossauros, quando era uma criança crescida, imediatamente associe a aparência deles aos mais horríveis monstros surreais de um mundo também surreal.

Criaturas de aparência assustadora

De fato, eram o tipo de criatura que habitavam os mais recônditos submundos dos sonhos. Ou, mais propriamente, dos piores pesadelos possíveis.

E não só os dinossauros. Na época deles, os céus da Terra eram dominados por criaturas igualmente monstruosas, os pterossauros. E o ambiente aquático era habitado por outros bichos de aparência também apavorante, os plesiossauros. Foi a era dos répteis horríveis.

Essa impressão, quanto à aparência dessas criaturas, guardo até hoje e louvo a Deus por não dividir o meio ambiente com esses seres de aparência assustadora.

Ainda bem que não fomos contemporâneos, embora em relação à idade da Terra o tempo transcorrido desde a grande extinção não signifique muita coisa.

Animais de um mundo alienígena

De fato, os dinossauros dominaram a Terra durante 155 milhões de anos e desapareceram há 65 milhões de anos, enquanto os seres humanos dominam o planeta durante um intervalo de tempo que, em termos geológicos, equivale a um piscar de olhos, só 3 milhões de anos.

Mas a aparência não diz tudo sobre os dinos, em particular. Ao me deparar com a réplica em tamanho real de um tiranossauro rex, na referida exposição, a primeira impressão que tive, e certamente a mais marcante, foi quanto ao fato de a Terra ser capaz produzir animais desse porte.

O tamanho e a estatura deles é realmente impressionante. Que tipo de planeta é este, ou era, para gerar criaturas tão grandes quanto esses répteis?

Enquanto contemplava o animal gigantesco, pensei que seria mais apropriado que, talvez, os lagartos terríveis fossem animais de um outro mundo, um mundo alienígena.

Alimentos em abundância

O fato é que este planeta deixou de ser capaz de gerar e manter animais tão volumosos, em tamanha quantidade e variedade, e com a abrangência global dos dinossauros. E, certamente, nunca mais será.

Ao meu ver, a existência deles por tanto tempo mostra, claramente, que a Terra era de fato um paraíso, e deixou de ser o éden com o evento cataclísmico que selou sua sorte. De fato, este planeta deveria ser ter sido muito generoso e, realmente, dadivoso.

A existência de criaturas como os dinossauros só se justifica na oferta de alimentos em abundância. E somente condições climáticas excepcionalmente favoráveis e estáveis, durante um intervalo de tempo muito longo, justificariam esse meio ambiente altamente propício ao que foi, para mim, o período áureo da vida neste planeta, como veremos a seguir.

Você está em:

Dinos viveram na melhor fase da Terra

Próximos post:

Como se formou o reinado dos dinos

Atividade geológica fez mundo dos dinos

Grave crise limitou nutrição dos dinossauros